Uma familia colombiana em Nova York

Todos nós fazemos parte de uma família. Querendo ou não. As vezes elas são todas iguais e só mudam de endereço. É o que dizem por ai, não é verdade? Mas quando você inicia a sua própria família, você, seu parceiro e filhos, a coisa muda de figura e muitos significados começam a se revelar. 

Desde que me tornei mãe, há pouco mais de um ano, a palavra família ganhou vários significados para mim. Comecei a enxergar uma força e um laço invisível, que antes sentia, mas não os via. Um amor inexplicável, uma casa bagunçada e um álbum cheio de fotos e historias para contar.

Hoje, quando cruzo o caminho de uma família que está se iniciando, abro um sorriso. 

Recentemente tive o privilegio de fotografar uma família de 3, que é parte da minha família também. A Laura e o Julian são primos do Fe, meu marido, e tem uma filha linda, a Letizia. Vieram passar alguns dias em Nova York, e em uma tarde de verão, nas ruas do bairro de casa, abriram o coração e a alma para eu registrar a alegria da sua pequena grande família.

Enjoy it!

Um pedido de casamento no Central Park

A vida nos reserva várias surpresas, boas e ruins, e nós temos a escolha de aprender com as ruins e desfrutar as boas. Bom, pelo menos é essa a maneira que enxergo essa nossa caminhada por aqui. E uma das coisas boas que vivo por aqui é a fotografia. Já tive a alegria de viver muitas histórias e conhecer pessoas extraordinárias através da arte de fotografar. Uma das mais recentes foi um pedido de casamento surpresa.

O Giovanni, o quase noivo, entrou em contato comigo e me contou da sua ideia de fazer o pedido aqui em Nova York, em uma viagem que eles fariam em breve. Mal sabia Raiana, a quase noiva, que viveria uma das maiores emoções de sua vida em um cenário de filme, o Central Park.

Foi muito legal sentir a emoção do Giovanni através dos emails imaginando e programando tudo. Que cara romântico, viu? Fica a dica, meninos! E o dia marcado não poderia estar mais lindo! O clima de finalzinho de verão estava perfeito e o parque colorido do jeitinho que tinha que ser.

Caminhamos, fotografamos, rimos e no finalzinho, quando a Raiana não esperava por mais nada, o tão aguardado pedido aconteceu. Chorei, claro! Eles também. Houve salva de palmas de alguns turistas que passavam, um pessoal do barquinho no lago também acenou e o tiozinho do cachorro quente vibrou com um "congratulations!". 

Foi muito especial participar do começo de mais um capitulo da história de amor do Giovanni e da Raiana. Tenho certeza que eles também irão guardar esse dia com muito carinho no coração. E viva as surpresas boas da vida! 

Outono em Nova York

O outono definitivamente é minha estação preferida aqui nos Estados Unidos. Em Nova York é difícil vermos de perto a mudança das folhas (aqueles arranhas céus dominam a cidade), mas existe um cantinho especial para os apreciadores das folhas amareladas e secas: o Central Park.

Acho que a maioria dos fotógrafos, como eu, se encantam com o outono em Nova York (quem vem pra cá nessa época não pode perder a oportunidade de fazer um ensaio fotográfico na cidade, viu?), e se divertem com tanta textura e cores. Tenho que confessar que esse ano deixei o outono de lado e não pude fotografar quanto gostaria, mas por uma boa razão: bebê a bordo! =) Estou no finalzinho da gestação e a barriga está mais pesada que a câmera...rs! 

Mas para matar um pouco a saudades da minha estação do coração, quero compartilhar com vocês um ensaio (que não sei porque ainda não tinha vindo para o blog) de um casal lindo e apaixonado que fotografei ano passado. Eles vieram fazer o ensaio pre-casamento em Nova York e eu nao pude ficar mais feliz por poder registrar essa fase da vida do JM e da Rafa! 

Com vocês: o amor, as cores do outono e Nova York.

Ensaio em Londres - Um Pequeno Lord

Não sei se isso é bom ou ruim, mas minha família está espalhada vivendo mundo afora! Sabe aquela coisa da família inteira - diga-se todos os tios com seus filhos e agregados - passar as festas de final de ano juntos? Pois é, nós não temos mais! Pelo menos fisicamente! Graças ao Skype e Facetime já fizemos algumas contagens regressivas para o Ano Novo todos juntos..rs! Porém, um lado bom da coisa de viver cada um em um canto do planeta é que temos uma boa "desculpa" para viajar. Afinal, morremos de saudade um dos outros! =) E agora chegou a fase dos filhos dos primos, e eles estão nascendo por aí, todos poliglotas...rs! 

Há alguns meses visitei meus primos em Londres e conheci o primogênito deles, o Mateus! Eles gostaram tanto da encomenda da cegonha que já tem outro no forno, o Miguel! Nesse primeiro aninho de vida do Mateus acompanhei tudo por fotos e pelas fofocas de whatsapp, mas nada como poder abraçar e dar uma bela mordida. Porque ele é desses bebês Johnson que não dá só para olhar, sabe? A coisa mais gostosa desse mundo esse pequeno inglês! Ah, mas tudo o que eu disser aqui vai ser coisa de prima, né? Então vou deixar vocês curtirem um pouquinho do ensaio que fiz deles em uma tarde deliciosa na terra da rainha.

Viagem para Itália

Eu amo viajar. Mas minha viagem começa bem antes de entrar no avião. Amo a preparação da viagem, pesquisar hospedagem, passagens, melhor bairro pra ficar, comidas locais, costumes e até a lingua, se for do mesmo alfabeto que o nosso...rs! E essa é uma tarefa que eu faço sozinha, o maridão não curte essa parte - prefere só arrumar as malas! Desde quando nos casamos temos o objetivo de fazer uma viagem no nosso aniversário de casamento. Tudo bem que só temos dois anos de casados (rs), mas até agora esta dando certo.  

O destino Itália já vinha sendo namorado desde a nossa lua de mel. Queriamos conhecer o país inteiro de uma só vez, mas impossível. Optamos então pelo centro-norte, devido a época que fomos (março - primavera por lá). Tive muitos websites como referência, pesquisei artigos, comprei guias, ouvi dicas de quem já foi, mas vou te falar uma coisa em que acredito: o roteiro de um não serve para o outro. Cada indivíduo tem um gosto, um costume, uma visão, uma expectativa diferente sobre a viagem. Eu faço roteiros de New York há um tempo ( espaço para merchandising do Você em New York...rs), e quem me conhece sabe que não curto roteiros prontos. Um conselho: para curtir bem qualquer viagem, tire um tempinho antes para programá-la! ;) 

Vou contar um pouquinho da nossa viagem em tópicos, e espero te ajudar a organizar a sua! 

Quanto tempo? 11 dias

Quais cidades? Roma, Montepulciano, Monticchiello, Pienza, Montalcino, Siena, San Gimignano, Florença, Veneza (nessa ordem)

Março é a melhor época? Se pudesse escolher, acho que iria em maio ou setembro. Passamos um pouquinho de frio em março, mas em compensação era baixa temporada e as cidades não estavam abarrotadas de turistas. Acho que no verão (junho a agosto) a coisa deve ficar insuportável - pra mim.

Alugou carro? Sim, fomos de Roma até Florença de carro. Queríamos fazer a Toscana (Montepulciano, Monticchiello, Pienza, Montalcino, Siena, San Gimignano) com calma.

Qual outro transporte? Fomos de trem de Florença até Veneza (Trenitalia).

• ROMA

Minha cidade italiana preferida (tem outras paixões por aí, mas Roma ganha no conjunto da obra!). Ficamos 4 noites e 3 dias, e acho que poderia ter dedicado mais um ou dois, pelo menos. Passeios imperdíveis e restaurantes que valem a pena:

Coliseu: passeio de 2 horas - contratamos um guia muito bom. Eles ficam ali na entrada abordando os turistas. Tem grupos em diversos idiomas, inclusive português. Achamos que valeu muito a pena pela narração e detalhes da história que contam - além de terem uma fila preferencial.

Forum Romano: passeio de 2 horas

Restaurante perto do Coliseu: Massenzio Ai Fori (pizza maravilhosa)

Piazza Venezia

Pantheon

Piazza Navona

Museu de Roma

Basílica de São Pedro - fila curta no comeco da manha, as 9:00.

Museu do Vaticano & Capela Sistina - contratamos um guia excelente. Além de enriquecer a visita com a história, cortou uma fila monstruosa. 

É difícil indicar apenas um restaurante em Roma (como boa descendente de italianos, achei tudo muito bom), mas me sinto na obrigação de compartilhar onde comi a melhor pasta da minha vida - sem exagero: Tratoria Il Girasole. Vou até colocar o nome do prato em italiano para não perder seu sabor...rs Ravioli Ricotta e Spinaci con Salsa al Tartufo Il Girasole. Por favor, se alguém for lá e provar, me conta! 

• MONTEPULCIANO - cidadela do século XIV famosa por seu vinho Brunello de Montalcino. Vimos a cidade em 3 horas, incluindo almoço (Osteria del Conte - muito boa).

• MONTICCHIELLO - alugamos um quarto pelo airbnb na casa de dois "nonos" italianos (Anelida & Mauro). Uma experiência incrível com esse casal. Vivemos de pertinho os costumes de uma casa italiana. Recomendo!

• PIENZA - cidade lindinha do famoso queijo pecorino! Fui obrigada a levar um queijo pra comer no caminho...rs.

• MONTALCINO - outra cidade medieval de encher os olhos. Em cima de um morro, não é permitido entrar de carro. A caminhada até chegar ao topo passsa por palácios renascentistas e cafés do século XIX. 

• SIENA - um verdadeiro labirinto de ruelinhas! Uma cidade muito próspera no século XII que foi devastada pela peste negra, dizimando sua população. Hoje ainda mistura o gótico com o mármore renascentista, e é povoada por universitários. Pode imaginar que a vida noturna é bem agitada, né? Foi lá que tomei a melhor sopa da minha vida: ribollita! Outra indicação de Siena é onde dormimos, um b&b chamado Il Battistero

• SAN GIMIGNANO - é considerada a Manhattan medieval por suas 14 torres. Encontramos uma feirinha de rua na praça principal e almoçamos pizza na escadaria da igreja. Gastamos 2 horas ao todo.

• FLORENÇA - uma cidade encantadora onde eu moraria fácil, fácil! =) Passeios super legais:

Ufizzi: reservamos os ingressos no dia anterior. Custa quatro euros a mais, porém vale a pena pela fila que você pula! Reserve pelo menos 3 horas para o museu.

Museu dell Accademia

Ponte Vecchio - o por-do-sol la é imperdivel! 

Mercado Centrale - um paraíso da culinária italiana. O Eataly, que tanto amamos aqui em New York e em São Paulo, tem uma "barraquinha" lá dentro...rs. Vale ir a noite, mas prepare-se porque é lotado.

Palazzo Piti - reserve 2 horas

Museu Bertolle - reserve 1 hora

Basílica Santa Maria Novella

Ah, ficamos em um hotel muito bom pelo custo x beneficio: Centrale Hotel

• VENEZA: acho que dispensa comentários, né? Mas disparadamente a cidade mais cara desse roteiro. Recomendo o Hotel Rialto.

Acho que já escrevi demais! Esse post era só para ter fotos!

A outra metade da viagem (Islândia) fica para outro post! 

Uma noiva em Nova York

Tenho que confessar uma coisa pra vocês: tenho uma leve queda por noivas! =) Não só porque trabalho com elas na fase pré-casamento (já conhece o Noivas em New York?), mas pela fase em si da vida da mulher. Aiii gente, quem já foi noiva aqui vai concordar....dá um trabalho gigantesco e as vezes você quer que passe logo toda essa historia de casamento, mas bate uma saudaaade, depois! É muito bom! Uma fase linda e única que, como tudo na vida, passa, e só deixa recordações boas!

Bom, explicado o meu carinho especial por noiva, esse ensaio aqui tem uma dose extra. Uma noiva-amiga-madrinha de casamento-dela e meu- entenderam? rs Ela é especial demais pra mim! E fotografar o trash the dress em Nova York foi uma experiência linda que tive com a Lu! 

A Lu e o Mickel passaram a lua-de-mel em Nova York e ela trouxe o vestido de noiva na mala para o nosso ensaio. Escolhemos a região do Central Park para fazer as fotos e aproveitar o dia lindo de verão que estava fazendo na cidade. Passamos em uma "grocery store" (aquelas vendinhas que tem em toda esquina em Nova York, sabe?) e compramos hortênsias brancas fresquinhas! Montamos o bouquet, a Lu se vestiu na calçada mesmo (quer coisa mais novaiorquina do que isso? Tudo prático e ninguém olha!), e aí minha amiga parou o trânsito! Porque noiva é noiva em qualquer lugar do mundo, e todos querem admirar, parabenizar e fotografar! 

"Luuuu! Eu amei nossa tarde de verão em Nova York! E você de noiva, bom...sem comentários! Te amo! Volta logo!"